Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

 Celebração reuniu empreendedores, colaboradores, ex-colaboradores, diretores e membros do Conselho Deliberativo Estadual (Foto: Kelvin Gomes)
ASN AL 22/07/22 às 11:46 Atualização 22/07/22 às 15:08
Compartilhe

Sebrae 50 anos: cerimônia contou com histórias de sucesso, perspectivas futuras e música alagoana

Por João Paulo Macena - Savannah Comunicação
ASN AL 22/07/22 às 11:46 Atualização 22/07/22 às 15:08
Compartilhe

Em Alagoas, a festa dos 50 anos do Sebrae foi marcada pelas histórias de sucesso, reencontros, projeções sobre o futuro do empreendedorismo no planeta e muita música. A celebração, realizada na noite da última quarta-feira (20), no Espaço Armazém, no bairro do Jaraguá, em Maceió, reuniu empreendedores, colaboradores, ex-colaboradores, diretores e membros do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae Alagoas para comemorar a transformação que o Sebrae tem feito nessas cinco décadas.

Dando as boas-vindas aos convidados, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, cumprimentou todos os presentes lembrando que é hora de começar a construir os próximos 50 anos.

“Estou muito feliz em poder comemorar os 50 anos de vida do Sebrae e iniciar os próximos 50. Criar o futuro é uma tarefa nossa. Ao Zezinho Nogueira e demais membros do CDE só nos resta agradecê-los por esse trabalho em Alagoas. Em nome dos três diretores abraço todo o Sebrae Alagoas, colaboradores e todos os empresários. Nesses 50 anos, buscamos não deixar ninguém para trás, construindo dia a dia essa história e das nossas micro e pequenas empresas. Em nome do Sebrae Nacional e dos 7 mil colaboradores quero dar um abraço forte em todos que constroem o Sebrae”, afirma.

O presidente do CDE do Sebrae Alagoas, José Nogueira, destacou a satisfação em liderar o conselho nesse momento de comemoração. “É muita honra ser o presidente do conselho nesse momento em que o Sebrae faz 50 anos. É uma honra, também, para todos os conselheiros do estado de Alagoas poder participar desse momento. Em nome da diretoria, gostaria que todos os funcionários e ex-funcionários se sentissem abraçados”, pontua.

Avanços

O diretor superintendente do Sebrae Alagoas, Marcos Vieira, enfatizou algumas contribuições do Sebrae para os avanços e melhorias do cenário para as micro e pequenas empresas, como a articulação para a criação de políticas públicas e instrumentos como a Lei Geral das MPEs. Ele citou também o apoio do Sebrae nesse período de pandemia, reforçando a presença da instituição em momentos em que as empresas precisam ser resilientes.

“O Sebrae tem o DNA de transformação, de enfrentamento de problemas nesses 50 anos. É uma instituição que tem o aperfeiçoamento como meta para darmos uma contribuição excelente à economia do Brasil. Desde o ano 1990, o Sebrae capitaneou essa iniciativa e desde lá trabalha na formulação e implementação de leis e estratégias que transformam o ambiente de negócios. Acreditamos que o empreendedorismo é para todo mundo e tentamos fazer com que essa jornada seja mais coletiva e menos solitária”, pontua.

O diretor técnico do Sebrae Alagoas, Vinicius Lages, enfatizou o tempo em que foi diretor do Sebrae Nacional e retornou ao estado próximo ao período da pandemia. “Não esperava logo de cara a pandemia ao retornar ao estado como diretor técnico. Isso nos desafiou muito. Tivemos que fazer alguns ajustes com o apoio do conselho na estrutura, nos processos, além de transpor os nossos conteúdos para o digital, ajudando o empreendedor alagoano que estava em uma situação desesperadora. Depois disso, veio inflação, enchentes, mas isso não diminuiu a nossa motivação em continuar ajudando. Queremos contar com o apoio dos colaboradores, parceiros e fornecedores para enfrentarmos os desafios que vem por aí”, frisa.

“Fico muito feliz em participar dessa história do Sebrae. O Sebrae é um ativo fantástico, fora do comum. O que chama atenção nesse ativo é saber que os clientes, fornecedores, consultores e colaboradores estão focados e agradecidos por essa grande parceria e atenção do Sebrae. Não podemos esquecer do conselho que participa ativamente da construção desse Sebrae, atuando em prol dos pequenos negócios”, segundo o diretor administrativo e financeiro do Sebrae Alagoas, Roberval Cabral.

Histórias de sucesso

A cerimônia contou com a presença de empreendedores que expressaram bem o cumprimento do propósito do Sebrae em transformar os pequenos negócios em protagonistas do desenvolvimento sustentável do Brasil.

Dentre as histórias apresentadas, esteve a de Iris Soares, CEO da Águias Femme, empresa que nasceu para gerenciar mão de obras para mulheres na área da construção civil. A missão da empresa é conectar essas mulheres aos clientes que buscam solucionar problemas dessa área e que desempenham um serviço de qualidade, tendo atenção com os pequenos detalhes, como retirar toda a sujeira do local após o serviço realizado e não atrasar no prazo de entrega. Ela ainda destacou a importância do Sebrae na promoção dos Negócios de Impacto Social e Ambiental (NISA), sendo a própria Águias Femme um exemplo desse apoio.

Na oportunidade, a digital influencer e empresária Endy Mesquita lembrou do primeiro dia que visitou a sede do Sebrae, há 10 anos, quando criou a sua empresa (Microempreendedor Individual (MEI)) e montou o ateliê que leva o seu nome, produzindo acessórios: colares, gargantilhas, anéis e brincos.

“O Sebrae faz parte da minha história desde o nascimento da empresa. Eu cheguei lá sem entender nada, meio que perdida no mercado. Digo que o Sebrae é como um pai que direciona, apresenta soluções. Digo que o Sebrae é para quem quer porque as oportunidades vão aparecendo e se você for agarrando as coisas acontecem. Hoje o meu sentimento é de gratidão”, ressalta.

Mundo ‘Figital’

Em seguida, mostrando as novas faces do mundo ‘Figital’ – do físico, do digital e do social – esteve o cientista-chefe da TDS Company e presidente do Conselho do Porto Digital, no Recife, Sílvio Meira. Em sua apresentação, Sílvio Meira abordou as mudanças globais, as atitudes de agilidade e de liderança transformadora.

Meira apresentou as novas formas de produção e avanços da tecnologia, bem como a forma exponencial das ondas de inovação ao longo dos últimos 250 anos. “Desde os primeiros computadores, passamos a vivenciar uma longa revolução de tecnologia da informação porque os computadores são reproposicionados continuamente na economia, na sociedade, com um número muito grande de pessoas que não precisam de autorização da fábrica para mudar o seu propósito no mercado. Essa revolução de TICs começou na década de 1960, quando os computadores chegaram às empresas”, aponta.

Sílvio Meira ainda abordou o caráter das experiências fluidas geradas na vida em rede. “É fundamental a gente entender uma lógica nas experiências que temos com as pessoas em rede de imprevisibilidade. Nós não sabemos, a priori, o que as pessoas querem fazer agora e, muito menos, em um futuro próximo. Não sabemos por quanto tempo elas vão continuar querendo fazer isso. Logo, as experiências fluídas são imprevisíveis e impermanentes”, finaliza.

Reencontros

A celebração também foi marcada pela presença de pessoas que ajudaram a fazer os 50 anos do Sebrae em Alagoas. Uma delas foi Isabel Barcellos, ex-analista do Sebrae que contribuiu para a disseminação da Educação Empreendedora por meio de sua atuação em diversos projetos na área.

“Sempre foi uma honra trabalhar no Sebrae. Lá, é lugar de muito aprendizado, com uma missão incrível. Eu vivi muitas histórias de vida, de crescimento com empresários, vivenciando o dia a dia do empreendedorismo. Nos meus últimos anos, trabalhei com educação empreendedora e hoje vejo os frutos sendo colhidos. Agora, sou cliente Sebrae, e todo conhecimento que adquiri lá, levo para minha vida e para outros amigos que querem abrir um negócio”, afirma.

O ex-diretor técnico do Sebrae Alagoas, Ronaldo Moraes, falou sobre o sentimento em rever os colegas e poder recordar histórias de sua trajetória que teve início ainda como estagiário da instituição no Rio de Janeiro, até chegar à Diretoria Executiva em Alagoas.

“A minha história se confunde com a do Sebrae. Até os dois casamentos que construí foram com pessoas que conheci no Sebrae. É uma satisfação fazer parte da história dessa instituição que tem uma imagem cada vez mais forte por, ao longo desses 50 anos, prestar um grande serviço à sociedade. Ter participado dessa construção é algo muito importante para mim. Quando olho para o início da minha história como estagiário e vejo o Sebrae hoje, o principal sentimento que fica é o de ter conseguido preservar a cultura do trabalho. Desde o início que as pessoas se preocupam em trabalhar e atender bem o cliente. Isso foi preservado e é muito importante para o futuro da empresa”, recorda.

A festa foi encerrada com o espetáculo ‘Nordeste Sinfônico’, apresentado pela Orquestra Filarmônica de Alagoas. O repertório trouxe versões clássicas de grandes sucessos de artistas nordestinos, como Luiz Gonzaga, Alceu Valença e Djavan, contando com as participações especiais de renomados artistas da terra como Fernanda Guimarães, Wilma Araújo, Jurandir Bozo, Fidellis e Chau do Pife.

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Notícias relacionadas